A Obediência Traz Sucesso

Devocional

A Obediência Traz Sucesso

Toda a Escritura é inspirada por Deus (dada pela sua inspiração) e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça (para um viver santo, em conformidade com a vontade de Deus em pensamento, propósito e ação).
2 Timóteo 3.16
A Bíblia diz que colhemos o que semeamos. A linha divisória entre o sucesso e o fracasso é fazer o que Deus nos diz para fazer. Oramos por frutos em nossa vida, mas nem sempre queremos orar pelas raízes.
Se quisermos que nossos dias sejam bons, precisamos fazer o que Deus nos diz. Se não queremos caminhar em obediência, não podemos reclamar se nos envolvermos numa confusão. Se nos sentimos solitários e Deus nos diz para nos aproximar de alguém, mas decidimos que isso é muito complicado, então permaneceremos sozinhos.
A obediência traz o fruto do Espírito em sua vida. Cave profundamente a Palavra de Deus antes que você perca suas bênçãos hoje.

Joyce Meyer

O que somos em Cristo Jesus!



"Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz." 1 Pedro 2:9

Pensamento: Somos escolhidos para fazer parte do Reino de Deus, da nação santa, fomos eleitos pelo próprio Senhor! Temos um papel importante na história do mundo. Estamos aqui para declarar louvores a Deus àqueles que não O conhecem, para que possam receber o Seu amor e a Sua Graça, pois o Senhor nos tirou do mundo de trevas e escuridão e nos trouxe para Sua maravilhosa luz.

Oração: Pai querido, obrigado por ter me escolhido para fazer parte do Seu Reino, da Sua nação santa. Por favor, inspire-me e capacite-me para compartilhar o evangelho com aqueles que ainda não tiveram um encontro contigo, para que o mundo possa realmente saber que Jesus é Senhor. No nome do meu Salvador, Jesus, eu oro. Amém.

** Não tentem mudar um ao outro **








Cada indivíduo é distinto, não existe pessoas semelhantes em todos os aspectos. 
Ao assumir o casamento, os jovens precisam entender que seu cônjuge é diferente dele. 
E precisam aprender a aceitarem-se sem exigências, críticas, ataques, recriminações, armas 
que só trarão destruição.

Cecil Osborne, em seu livro "A arte de compreender o cônjuge" diz:
- Não posso mudar ninguém por ação direta.
- Só posso mudar a mim mesmo.
- Quando eu mudo, os outros tendem a mudar em relação a mim.

Quando entendemos que "Só podemos mudar a nós mesmos", uma nova perspectiva surge 
 em nossas vidas e no nosso casamento. Precisamos aceitar essa verdade, devemos satisfazer
 às necessidades dos outros , ao invés de esperarmos que satisfaçam às nossas. Muitas vezes 
sua esposa está com acúmulo de afazeres antes da reunião; dando banho em duas ou três crianças, 
fazendo lanche e ainda tendo de se arrumar, e muitos ficam apenas lembrando-lhe que já está 
atrasada, isso e aquilo, sendo que sua esposa necessita é de compreensão e ajuda. 
E essa, se não for ajudada, tornar-se-á amargurada, e cada dia mais fechada para com seu marido.

Só conseguiremos mudanças em alguém, se nós mesmos estivermos dispostos a mudar.
Trecho extraído do livro "O propósito de Deus e A família cristã".
Fonte: Sara Nossa Terra On Line.
Autores: Bispos Robson e Lúcia Rodovalho

** Esvaziando Gavetas **




Nesta última semana do ano é comum nos impormos certas reflexões. Tempo de recordar o que se passou, avaliar as decisões e suas consequências e sonhar com o novo!
Acho que a virada do ano tem um efeito psicológico fantástico em todos nós!
No rito da passagem deixamos para trás as dores, decepções e frustrações. Viramos a página na ânsia de ter pela frente novas historias.
Particularmente pra mim, também é tempo de faxina. Arrumar gavetas, reorganizar armários, descartar o que está apenas ocupando lugar sem uso ou utilidade e todas as vezes que estou neste processo, faço uma associação natural com a faxina da alma.
Nas gavetinhas do nosso coração acabamos guardando desânimo, ressentimentos, uma palavra mal dita, rejeições, raiva e, definitivamente, a limpeza precisa ser feita. 
Tais coisas embaraçam o nosso caminho nos impedindo de viver usufruindo a vida abundante que nos foi conquistada na cruz.
Quando escuto as palavras de Jesus: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”, três outras palavras me ocorrem imediatamente: PAZ, ALEGRIA e PROPÓSITO.
Paz e alegria são óbvias, todo ser humano deseja! Mas Jesus veio fazer mais. Ele veio para nos conceder paz e alegria independente das circunstâncias. É para este lugar que o mestre quer nos levar, a liberdade absoluta de pertencer a Ele na certeza de que Ele nos capacita como a única fonte.
E o propósito? Porque nascemos? Para quê existimos?
Quando descobrimos qual a nossa vocação em Deus, nossa jornada se torna livre dos tropeços da competição e do sentimento de inferioridade que aprisiona milhares em nosso século. 
Há um lugar, no centro da vontade de Deus, feito pra você. Peça ao Senhor para te conduzir a este lugar. 
Que o Mestre seja sua única fonte, afinal, Ele mesmo nos prometeu: “Aquele que beber da água que Eu lhe der nunca terá sede, porque a água que Eu lhe der se fará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna.”
Feliz Ano Novo, com paz, alegria e propósito!

Helena Tannure.

** Seja usado por Deus **


Em Mateus, capítulo 3, versículos 13 a 17, encontra-se os requisitos que antecederam o sucesso do ministério de Jesus. Aqueles que os buscam são usados por Deus, e podem fazer, como Ele disse, "obras ainda maiores":

1- Cumprir a justiça
Jesus crescia e se fortalecia no Senhor, meditando na Palavra e buscando saber sua identidade em Deus.Da mesma forma, hoje, quando a Palavra salta aos olhos, deve-se agir em conformidade com Ela, imediatamente.

2- Os céus se abrem
Este é o sinal: coisas “nebulosas” e situações que pareciam sem solução começam a se dissipar. Como diz o Salmo 97.6: “Os céus anunciam a sua justiça...".

3- Revestidos pelo Espirito
Em Atos, capítulo 1, versículo 8, vê-se que o poder e a virtude preenchem as pessoas. Com eles, vêm o encorajamento, a ousadia e a sabedoria. Assim, será possível avançar e conquistar (Jo 14.26).

4- A voz de Deus confirma a bênção
Assim como Deus disse que se alegra em Jesus, Ele vai dizer que se alegra nas pessoas que estão prontas para viver milagres e serem usadas para operá-los na vida dos demais.

Seja usado por Deus.
Em Cristo,
Pastor Glauber

Cura e Aperfeiçoamento...



Cura e Aperfeiçoamento

Passos Práticos para Entender e Experimentar a Cura

Por Joyce Meyer

Há tantos tipos diferentes de ensinamentos e opiniões sobre o assunto cura. Mas por ordem para chegarmos num entendimento mais preciso e balanceado sobre o assunto, você e Eu devemos nos achegar a Palavra com a mente aberta para que possamos entender as Escrituras. Tenho estudado a Palavra por mais de 30 anos, e embora eu não saiba tudo sobre cura, tem algumas coisas específicas que Deus tem repetidamente me mostrado que são verdades.

Saiba Que é o Desejo de Deus Que Você Seja Curado
Eu creio que a coisa mais importante que precisamos entender desde o início é que É o desejo de Deus que sejamos curados. Em Lucas 19:10, Jesus disse,  Porque o Filho do Homem veio para salvar o que está perdido. Interessantemente, a palavra salvar aqui, assim como em vários outros lugares na Escritura, tem origem na palavra Grega sozo, que significa “fazer por completo — espírito, alma, e corpo”. Em outras palavras, cura física é como salvação para o nosso corpo. Em adição a crer que Deus está fazendo um bom trabalho em nosso espírito e alma, nós também podemos confiar nEle para fazer um ótimo trabalho em nosso corpo.

Como mais podemos saber que é desejo de Deus curar? João 5 indica alguma luz sobre esse assunto. No verso 30, Jesus disse que Ele não procurava fazer a Sua própria vontade, mas somente a do Pai que O enviou. E no verso 19, Ele disse,... Eu te asseguro, mais seriamente te digo, O Filho está capacitado para não fazer sua própria vontade (de Sua própria vontade); Mas Ele está apto para fazer somente o que Ele vê o Pai fazendo, seja o que for que o Pai faz o Filho faz do mesmo jeito [Em Sua vontade]. O que Jesus fez? As Escrituras dizem que Ele veio para trazer cura para todos os oprimidos do diabo. (1) Obviamente, antes de vir para terra, Jesus via o Pai curar as pessoas. Então quando Ele veio para a terra, Ele imitou o desejo do Seu Pai e curou pessoas também.

Agora, vamos dar um passo mais adiante. Em Hebreus 13:8 é verdade — E Eu creio nisso — Jesus é o mesmo ontem, hoje e sempre, então nós temos que crer que hoje Ele ainda está fazendo a vontade do Pai. Isso significa que Ele ainda deseja curar as pessoas em seu espírito, alma e corpo. Pelas Escrituras, sabemos que é desejo de Deus para Seu povo que sejam curados. O que não sabemos ao certo é quando ou como nossa cura irá se manifestar. Se isso acontecer em um minuto, uma hora, cinco semanas ou cinco anos, é importante para nós crermos que é desejo de Deus curar. Isto também é essencial para sermos aperfeiçoados e nos mantermos numa posição correta de espera até a cura chegar. Quando fazemos isso, estaremos aptos a desfrutar nossas vidas e caminhar em paz.

Posicionando-se Contra a Doença
É vital para nós entendermos que é ilegal para Satanás colocar doença em nós, e não há uma boa razão para deixá-lo fazer isso. Foi ilegal para Satanás matar Jesus, mas ele estava apto a fazer isso porque Jesus permitiu a ele. Por que? Porque Jesus estava usando essa ação ilegal para trazer salvação para o mundo! Portanto é ilegal para Satanás nos trazer doença, e nós precisamos nos posicionar contra isso.

A doença não vem sempre a nós repentinamente; muitas vezes começamos a sentir indicações súbitas de que algo esta acontecendo conosco. A partir do momento que começamos a reconhecer os sintomas de doença, precisamos ficar contra eles — precisamos resistir do mesmo jeito que resistimos à tentação do pecado.

Se a tentação vem a mim para me fazer sair com outro homem que não seja meu esposo, eu resistirei a isto com tudo que há em mim. Por que? Porque eu sei que é errado e ceder a isso só trará destruição. Eu valorizo a saúde do meu casamento, e eu faria qualquer coisa para protegê-lo. Esta é a mesma posição que você e eu precisamos ter para cuidar da nossa saúde física.

Como você se posiciona contra a doença? Para iniciantes, suplique ao sangue de Jesus contra toda doença e sobre cada parte do seu corpo — seu sistema imunológico, seus órgãos, suas células sanguíneas e outros. Depois proclame a Palavra sobre o seu corpo. Você pode orar, “Pai, Eu creio que é da sua vontade que eu seja curada. Eu creio que pela cruz de Jesus eu sou curado. A Tua Palavra é saúde e vida para o meu corpo, e isso irá se completar conforme o Seu querer e propósito.” (2).

Uma vez que você fez isso, evite sair por ai dizendo coisas como, “Ai, Estou me sentindo mal”, “Estou tão doente,” ou “Eu sei que vou ficar doente porque todos estão ficando”. Isto coloca sua boca de acordo com a doença. Ao invés, peça para Deus te ajudar a manter sua mente e boca de acordo com a Sua Palavra. Meditando nas escrituras que declaram sua cura, sua boca irá brevemente fazer o mesmo. Muitas vezes essas coisas são tudo o que devemos fazer para ver a doença desaparecer.

Peça a Sabedoria do Senhor
Se a doença persistir ou piorar, vá a Deus e peça a Ele direção. Tiago 1:5 diz, Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus [que dá] a todos liberalmente e generosamente, sem censura, e ser-lhe-á concedida.
Muitas vezes eu pedi ao Senhor como lidar com o lado prático da doença que eu estava enfrentando. Eu perguntava coisas como, “Eu devo ir ao médico? Eu devo me operar? Eu devo tomar os remédios ou fazer o tratamento prescrito, sabendo da possibilidade dos efeitos?”. Eu não acreditava que era um pecado ou uma falta de fé ir ao médico ou tomar em remédio. Deus usou ambos em minha vida e a vida de outros para trazer a cura. Nós só precisamos colocar a nossa confiança em Deus — não na medicina ou em médicos — e perceber que Ele é o único que traz cura.

É igualmente importante perguntar a Deus sobre o que a doença é resultado. Simplesmente dizer, “Senhor, o que está errado aqui? Tem algo que eu fiz ou não fiz para abrir as portas para essa doença?” O Senhor pode então mostrar algo que você precisa lidar. Pode ser que você não esteja liberando um perdão sobre alguém ou que você não esteja descansando o bastante ou que você esteja comendo coisas erradas.

Seja o que for que Ele revele, Eu o encorajo a seguir a direção dEle. Isto poderá salvar você de um ataque do coração e problemas mais tarde. Se o Senhor não o mostrar nada, não se desgaste tentando encontrar algo que você fez de errado ou falhou. Somente fique tranqüilo e saiba que Ele é Deus e que Ele tem um grande propósito em permitir alguma doença em sua vida que você pode muitas vezes não ver agora. Pois nosso conhecimento é fragmentário (incompleto e imperfeito)... agora (nós) conhecemos em parte (de forma imperfeita), mas então (nós) iremos conhecer e entender completamente e claramente... (I Corintios 13: 9, 12)

Herdando as Promessas de Deus pelo Desenvolvimento da Paciência
Assim como você e eu estamos esperando no Senhor para inteiramente trazer a nossa cura, a tentação com freqüência chega para nos fazer desistir ou parar de crer em Deus. Satanás sempre irá tentar nos tirar da nossa cura — fazendo-nos pensar que senão recebermos nossa cura, não somos dignos como pessoas ou que Deus não nos ama. Mas isso é uma mentira. Precisamos perceber que cada uma das promessas de Deus não vem a nós imediatamente. Eu creio que a razão disso seja porque Ele está desenvolvendo o fruto do Seu caráter em nós — especialmente paciência.

Certa vez permaneci em fé por cinco anos, esperando Deus me curar de uma disfunção hormonal que estava me causando problemas sérios. Eu também permaneci em fé a mais ou menos dezessete anos atrás para Deus me curar de câncer. Muitas vezes eu não parecia que seria curada, e o medo vinha contra mim. Mas a Palavra de Deus em mim continuava a me motivar a esperar pela cura. Hebreus 10: 35, 36 diz, Não abandoneis, portanto, a vossa confiança; ela carrega uma compensação grande e gloriosa de recompensa. Com efeito tendes necessidade de paciência e perseverança, para que você possa realizar e inteiramente cumprir a vontade de Deus, e desta maneira receber e alcançar [e desfrutar por inteiro] o que está prometido.

Eu creio que ter paciência é melhor que ter cura. Paciência é para a alma o que cura é para o corpo. Quando temos paciência, nós somos... perfeitamente e inteiramente desenvolvidos [sem defeitos], em nada deficientes (Tiago 1:4). Se eu tivesse recebido a minha cura uma semana depois de estar aflita, eu poderia estar fisicamente curada, mas eu não teria a maturidade espiritual que Deus desenvolveu em mim através dessa jornada. Sim, eu odiava a doença, mas sou grata pelo caráter de Cristo que foi produzido em minha vida.

Focalize Sua Fé
Eu desafio você a tomar esse ensinamento e meditar um pouco. Vá para a Palavra e estude as escrituras sobre a cura para você. Ao fazer, ore e peça a Deus para que permita que Sua verdade penetre em sua alma, expulsando e jogando para fora qualquer pensamento que você tenha que é contrário a Sua Palavra.

Se você está se esforçando para ter fé para a sua cura, eu o encorajo a parar de buscar a sua cura e a começar a buscar o Curador. Concentre-se em adorar a Deus e O agradecer pelo trabalho que Ele esta fazendo em você. Peça a Ele para lhe dar o dom da fé — a habilidade sobrenatural de crer genuinamente nEle sem você se esforçar. Quando Deus dá a você o dom da fé, você estará na paz e no descanso, sabendo que o que você pedir a Ele será concedido no Seu tempo. Ah, você pode não saber como, quando ou o que Deus irá fazer, mas você saberá que Ele fará. Deus é fiel e Ele irá fazer exatamente o que precisa ser feito em você... e na hora certa.

Decida hoje parar de tentar descobrir todas as respostas para as situações que você está enfrentando e foque a sua fé na verdade que você conhece e entende. Se Deus mostrar para você algo que você fez de errado, peça a Ele para te perdoar, receba o Seu perdão e amor, e prossiga. Viva para o Senhor e caminhe nos Seus caminhos. Confie Nele, seja paciente, e Ele ira trazer a sua cura!

(1) Atos 10: 38 (2) 3 João 2; Isaías 53: 5; Provérbios 4: 20 - 22; Isaías 55: 11

V de Virtuosa: Ela é popular!



“Seu marido é estimado entre os juízes, quando se assenta com os anciãos da terra.” (Provérbios 31:23)


Imagina estar casada com uma pessoa que todo mundo admira. Esse era o caso do marido da mulher-V. Ele era popular e isso acontecia principalmente por causa da sua esposa, não porque não fosse tão importante quanto ela, mas aqui para nós, ele fez um grande investimento quando se casou com ela. Ela não era como qualquer outra mulher, ela era virtuosa em todos os sentidos da palavra.

As esposas podem fazer um dos dois: trazer honra ou vergonha para seus maridos. Não há como você ser casada e não fazer um ou o outro. Se você não está acrescentado à vida dele, você está provavelmente tirando. Se você não o está representando bem, você o está representando mal. Levantando-o ou o colocando pra baixo…

É como um simples problema de matemática.

1 + 1 = 2 (quando ele se casa com uma mulher-V, seu valor aumenta)

-1 + 1 = 0 ! (quando ele se casa com uma mulher que não é uma mulher-V, seu valor diminui e muito!)



A Mulher de Deus Transforma sua Casa em Lar!


"Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos" (Provérbios 14:1).

A minha casa é o lugar onde moram as pessoas que eu mais amo neste mundo. Elas são: o meu marido e os meus filhos. E, como uma mulher que ama a família e quer oferecer o melhor para eles, tenho, então, que...

1- cuidar da minha casa com muito carinho e me esforçar para transformá-la em um lar;
2- tenho que ser uma esposa e uma mãe presente;
3- tenho que ser uma mãe que educa e se preocupa com a vida espiritual dos filhos;
4- tenho que ser uma esposa cujo "... coração do marido está nela confiado" (Provérbios 31:11).

Li a descrição de um lar, escrita por Peter Marshall, que me deixou encantada e com vontade de ir, aos poucos, transformando a minha casa num lugar onde todos sentissem a presença de Deus e onde todos gostassem de ficar. Ele dizia...
"Eu era privilegiado, na primavera, por visitar um lar que era para mim - e eu estou certo de que era para seus ocupantes - um pedaço do céu. Lá, havia beleza. Lá, havia uma grande apreciação pelas melhores coisas da vida e uma atmosfera na qual era impossível não pensar em Deus.
A sala era luminosa, branca e limpa, como também confortável. Havia muitas janelas. Flores brotavam em potes e vasos, acrescentando sua fragrância e beleza. Livros revestiam uma parede - bons livros - inspiradores e instrutivos - bons livros - bons amigos. Três gaiolas de pássaros pendiam no brilho e cor deste lindo santuário, e os cantores expressavam sua apreciação, cantando como se suas pequenas gargantas fossem estourar.
Música da natureza, beleza da natureza - paz da natureza... Para mim, parecia um Paraíso na terra, um oásis encantado - lar." Que imagem linda! Que vontade de estar neste ambiente onde reina paz e beleza!

A Bíblia me diz que "toda mulher sábia edifica a sua casa", então, sou eu que tenho que, com sabedoria, edificar a minha casa, transformando-a em um "lar doce lar" e em um lugar onde "é impossível não pensar em Deus".

Na Sua Palavra, o Senhor nos apresenta uma mulher que Ele chama de virtuosa e que é um exemplo para todas nós que queremos transformar nossa casa em um lar. Em Provérbios 31:27 Ele nos diz que ela "está atenta ao andamento da casa e não come o pão da preguiça".
Irmã, estas instruções vêm diretamente de Deus para cada uma de nós.
Então, para eu ser a mulher que o Senhor deseja, eu tenho que estar vigilante, cuidando, protegendo, zelando pelo meu lar e, principalmente, por aqueles que eu amo - meu marido e meus filhos.
Como uma esposa que ama o marido

Minha mãe adorava cuidar de seus sete filhos. Ela cuidava de cada um com muito carinho e muito amor. Apesar de sermos pobres, nunca faltava comidas variadas em nossa mesa, nunca deixávamos de ter um vestido novo para irmos a alguma festa e ela, incansavelmente, se esforçava para nos ensinar princípios que seriam bênçãos para a nossa vida futura.
Ela estava sempre pronta para fazer o nosso café da manhã, num fogãozinho à carvão, cantando e deixando transparecer tranqüilidade e confiança no futuro. Ela nos transmitia segurança e paz.
Ela nos ensinava a fazer bolos, a arrumar nosso quarto, a lavar a louça, enxugar e guardá-la no lugar certo.
Lembro-me quando ela preparava o nosso lanche da tarde e, muitas vezes, ela não comia nada. Eu notava aquilo e perguntava: "Mamãe, e a senhora não vai comer?" E ela dizia: "Não, filha, eu não estou com fome!" Hoje, vejo que ela tirava do dela para que não deixássemos de comer bem. Este é o amor sacrificial de uma mãe que amava seus filhos.
Como criança, eu amava o meu lar que era edificado por uma mulher sábia - minha mãe.
Quando leio Provérbios 31:27, lembro-me dela: "Está atenta ao andamento da casa, e não come o pão da preguiça."
Hoje, agradeço a Deus por ter tido ela como mãe e por saber que, neste momento, ela está junto a Ele.

Quando estamos em comunhão com o Senhor, lemos a Sua Palavra e lá aprendemos que...
* "A sabedoria já edificou a sua casa" (Provérbios 9:1).
* "Toda mulher sábia edifica a sua casa (Provérbios 14:1).
* "Com a sabedoria se edifica a casa, e com o entendimento ela se estabelece; E pelo conhecimento se encherão as câmaras com todos os bens preciosos e agradáveis" (Provérbios 24:3-4).
* "Está atenta ao andamento da casa..." (Provérbios 31:27).

Uma casa para ser transformada em um lar tem que ser edificada com carinho, cuidado e muito amor.
Quer ter uma casa transformada em um lar?
Então, comece dobrando os seus joelhos e pedindo a Deus que...
1- Ele transforme a sua vida;
2- Ele mude o seu coração;
3- você possa entender os planos perfeitos dEle para sua vida;
4- você possa entender e seguir Seus princípios eternos;
5- você sinta o desejo de arregaçar as mangas e "não comer o pão da preguiça".

Vamos transformar o deserto onde moramos em um oásis onde existe água cristalina, palmeiras, flores e onde podemos ouvir o chilrear dos pássaros! Vamos transformar nossa casa em um lar!

Irmã, devemos imaginar e nutrir sonhos de como queremos que seja o nosso lar - o lar idealizado por Deus, o lar que é uma prévia da mansão celestial que Ele está preparando para cada uma de nós. E, enquanto sonhamos, devemos nos conscientizar de que os anos estão passando e que há cada vez menos tempo de transformarmos em realidade os sonhos do nosso coração.
Vamos transformar estes sonhos em realidade!
Vamos tornar real o que Deus tem preparado para a nossa vida!
Vamos transformar nossa casa em um lar!

Vamos ter como base, para esta transformação, Provérbios 14:1 que o Senhor, amorosamente, deixou para nós:
"Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos."

Edificar significa construir, levantar, mas eu sei que um lar não é apenas a casa mas meu marido, eu e nossos filhos. Quero ter uma casa bonita, atraente mas quero também ter meu marido e filhos felizes em um ambiente onde tudo combina, onde todos têm o mesmo objetivo - fazer o outro feliz.

Quando a Bíblia me diz que "toda a mulher sábia edifica a sua casa", vejo que o Senhor está me dizendo que a qualidade de vida dentro do meu lar vai depender de mim.
O Senhor em Provérbios 31:27, ainda me diz que a mulher sábia "está atenta ao andamento da sua casa, e não come o pão da preguiça."
Então, eu sou a pessoa que o Senhor escolheu, dentro da minha casa, para torná-la mais agradável para todos.

Que devo fazer para transformar o ambiente da minha casa tão alegre, tão agradável que todos vão querer estar nela?
Primeiro-
Tenho que colocar Deus em primeiro lugar na minha vida. Devo ler, diariamente, a Sua Palavra, aprendendo dEle que passos tenho que dar, a cada dia, e ter Ele como meu orientador.

Segundo-
Tenho que ser uma esposa e uma mãe equilibrada, controlada e, isto, só posso conseguir se Ele estiver controlando o meu coração.

Terceiro-
Tenho que fazer a minha parte de apaziguadora do lar.
Se vejo que está existindo desavenças, brigas ou alguma confusão, tenho que ter gravadas em meu coração as palavras que o Senhor me ensinou para serem usadas nestes momentos. Tenho, por exemplo, que dizer a meu filho...:
"
Filho, o Senhor nos ensina na Sua Palavra que 'a resposta branda desvia o furor...' (Provérbios 15:1)"
Ou então:
"
Filho, A Bíblia nos diz que '...o coração alegre é um banquete contínuo' (Provérbios 15:15) Vamos nos esforçar para agradar ao Senhor e a nosso próximo!"

Irmã, quando estamos em comunhão com o Senhor, Ele nos dá sabedoria e as palavras certas para tornarmos o ambiente da nossa casa agradável.
Ele quer que eu faça da minha casa um lar e, com certeza, é Ele que irá me ajudar a alcançar o meu objetivo.

Quarto- Tenho que evitar certas coisas que possam destruir o meu lar. Mas... que coisas poderiam ser essas?
a) A amargura é uma delas. Este é um sentimento que pode destruir um lar. Um coração cheio de amargura é capaz de usar palavras que machucam, ferem, destroem, dilaceram, separam... Um ambiente cheio de ódio jamais poderá ser chamado de lar.

b) O "pão da preguiça" também faz parte das coisas que destroem um lar.
Há mulheres que "não têm tempo" ou não não se importam em cuidar da sua casa porque...
1- ela tem que "assistir aos programas para mulheres que a televisão oferece e ela não pode perder nenhum, pois, afinal de contas, ela tem muito o que aprender lá... cozinhar bem, fazer trabalhos manuais, ouvir conselhos de psicólogos"... coisas que, na prática, ela não usa em sua casa;
2- ela tem que "ler muito" para ser uma boa preletora, ou professora de escola dominical e... o tempo que sobra é pouco para cuidar da casa";
3- ela tem que "ter tempo para as amigas, pois são elas as únicas que têm tempo para ouvir seus problemas, são elas que a aconselham e o tempo que sobra é muito pouco para cuidar da casa";
4- ela passa muito tempo no telefone e "é muito pouco o tempo para cuidar da casa";
5- ela passa muito tempo na internet, "pois os e-mails são tantos que sobra muito pouco tempo para cuidar da casa".

Irmã, há certas coisas que temos que cortar da nossa vida, mesmo sendo difícil para nós, porque é assim que o Senhor quer e porque decidimos em nosso coração transformar nossa casa em um lar.
Há uma frase da nossa irmã e escritora Elizabeth George que é muito importante para nós. Ela diz: "A mulher sábia é atenta à tarefa que recebeu de Deus e sabe que construir um lar é um esforço para toda a vida."

Estejamos dispostas não apenas para trabalhar mas para ensinar nossos filhos o caminho da salvação, amar os pais, serem pessoas íntegras, organizadas e trabalhadoras. Esta decisão tem que vir do fundo do nosso coração e tem que ser posta em prática do amanhecer ao anoitecer.

Abracemos a idéia de nos tornarmos sábias aos olhos de Deus e não tolas, pois só assim poderemos transformar nossa casa em lar.
Abracemos a idéia de pôr em prática os princípios eternos de Deus em nossa casa, pois só assim podemos transformá-la em um lar.
Abracemos a idéia
de transformar nossa casa em lar, pois só assim ela poderá se tornar um pedacinho do céu aqui na terra.
-------------------------------------------



Valdenira Nunes de Menezes Silva

Não ame o mundo!

Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele. 1 JOÃO 2.15

Muitas pessoas hoje são bastante apegadas às coisas deste mundo. Nossa sociedade é cheia de consumismo, há lojas em quase todas as esquinas, e todos estão ocupados ganhando dinheiro para que possam comprar mais coisas. Deus quer que seus filhos sejam abençoados e tenham coisas agradáveis, mas a Bíblia nos diz que não devemos estimar tais coisas excessivamente. É importante manter as coisas na sua devida perspectiva. Se você usar o que tem para abençoar os outros, Deus providenciará que você tenha tudo de que precisa, e mais. Assim, seu alvo deve ser desfrutar as coisas que Deus lhe dá e compartilhá-las com os outros. Isso mostra seu amor pelo Pai.

Um ouvido obediente

Digo, porém: andai (e vivei habitualmente) no Espírito (Santo) [responsivos, controlados e guiados pelo Espírito] e jamais satisfareis (gratificareis) à concupiscência (anseios e desejos) da carne. GÁLATAS 5.16

Alguns cavalos têm aquilo que seus treinadores chamam de “um ouvido obediente”. Enquanto a maioria dos cavalos é guiada por um cabresto na boca, alguns são dirigidos pelo comando verbal. Um ouvido é sensível aos alertas naturais; o outro é sensível à voz de seu condutor.
Deus lhe ensina o que é certo, e cada dia você deve escolher o que fazer. Para seguir a Deus, a carne deve ouvir “não”, e a carne sofre quando isso acontece. Você deve também compreender que pode haver momentos quando você está galopando apressadamente numa direção e
o condutor lhe diz para parar e seguir outro caminho. Como o cavalo com o “ouvido obediente” você deve seguir ao Senhor em todas as suas orientações. Você deve aprender a dizer “não” à carne e “sim” a Deus.

A nossa esperança...



"Quando aguardamos a realização de um acontecimento festivo, nos alegramos contando os dias que faltam.
Entretanto, poucos são os cristãos que se alegram na esperança da gloriosa vinda do Senhor Jesus,
quando Ele estabelecerá o Seu reino na Nova Jerusalém, onde não existirá mais morte, nem luto, nem pranto, nem dor,
porque Ele fará novas todas as coisas (Apocalipse 21:4,5).
Por que não começamos agora a nos regozijar na esperança de chegar aquele dia em que seremos
levados para estar sempre com o Senhor?
Naquele dia feliz o nosso corpo mortal será transformado em outro incorruptível, imortal,
onde a imagem de Cristo ressurgirá em todo esplendor e glória (Romanos 8:29).
Por que não nos alegrarmos na esperança de sermos semelhantes a Ele,
e O vermos como Ele é, face a face?
Que a alegria dessa grande esperança nos faça prosseguir firmes na fé
durante a nossa jornada cristã."
K.P.Guedelha
Maná no Deserto

Arranjos florais, sua casa com a beleza das flores!


E o SENHOR te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam.

Isaías 58.11 - Bíblia Sagrada

As flores embelezam qualquer ambiente, trazem cores e vida para a casa.
Uma ótima forma de você está sempre renovando a decoração de sua casa é os arranjos florais.
Os arranjos que imitam a orquídea, estão no topos dos mais adquiridos, esta flor transmite uma sensação
de delicadeza e singularidade.





Um pequeno arranjo na casa já dá um outro visual!

Eles são lindos, você encontra de todo preço e se for criativa até pode fazer o seu próprio arranjo.
Procure loja que vendem materiais para a fabricação ou arranjos prontos, lá você vai encontrar muitas novidades para deixar sua criatividade criar asas, invista também em revistas que ensinam como montar, estão em todas as bancas.





NA CASA OU NO ESCRITÓRIO

Com eles você decora qualquer ambiente de sua casa, da sala ao banheiro,ou do escritório, entretanto, tenha cuidado com o excesso de ornamentos para que seu espaço não fique enfeitado demais, os arranjos grandes ficam melhores em ambientes espaçosos já os vasos com flores menores e únicas ficam ótimos em qualquer lugar.





UMA BELA FORMA DE GANHAR DINHEIRO!

Use sua criatividade! você pode até investir um pouquinho de dinheiro e ajudar na renda familiar fazendo arranjos para vender, está é uma boa idéia para aquelas que têm filhos pequenos e não podem trabalhar fora. Outras fabricam para presentear, quem não gostaria de ganhar algo tão belo e personalizado?




CULTIVE VIDAS!

Além de você ficar atenta a beleza de sua casa deve estar atenta também a vida de cada integrante de sua família, procure descobrir qual a necessidade de seus filhos, converse com eles, veja quais são os seus sonho, suas dificuldades, seus traumas. Exponha diante do Senhor a vida de cada um, geralmente aquele mais rebelde é o que mais precisa de suas orações, filhos são como flores, precisam ser cultivados e cuidados, não seja passiva, não deixe as coisas acontecerem na vida de seus filhos de qualquer jeito, lembre-se: você serve a um Deus poderoso que é capaz de mudar a história e os corações.Então Ore!

(Feminina Blog)





Faça um culto na sua casa




A minha casa será chamada
de 'Casa de oração'
.
Bíblia Sagrada - Marcos 11.17


Uma das maiores experiências que tive em minha vida foi quando resolvi convidar Jesus para vir a minha casa.
Sempre que as pessoas me ofereciam a possibilidade de fazer um culto em meu lar eu rejeitava, achava que não era algo importante já que ia sempre a igreja e também ficava receosa de convidar meus amigos e não ir ninguém.
Certo dia me ofereceram novamente e sem pensar muito disse sim, confesso que depois me arrependi, descobri que depois do sim começaram as lutas, tudo parecia não dá certo e lembro-me que aquela semana foi muito atribulada para mim que até pensei em desistir.
Contudo, fui perseverante, emprestei umas cadeiras, comprei uns salgadinhos e uns refrigerantes e fiz uns convitinhos no computador onde eu dizia simpaticamente: Minha amiga! vou realizar um culto em minha casa e te convido para dividirmos as bênçãos que vou receber, eu sei, foi um convite meio ousado mas foi o que realmente aconteceu, chegou o pastor, os amigos vieram, até aqueles que eu achava que não viriam, e encheram a casa e para minha surpresa o Senhor Jesus também veio e foi um dia muito especial em minha vida.
Ele encheu minha casa de paz, prosperidade e bênçãos e uma grande amiga minha aceitou Jesus como salvador e hoje ela é uma mulher de oração e tem abençoado outras vidas também.
.
.
Hoje tudo é motivo para fazer um culto em meu lar, meu aniversário, benção que recebo e faço para agradecer e outras vezes faço pelo simples fato de expressar o desejo que está no meu coração: de mostrar ao Senhor Jesus o quanto o amo.
.
.
Um dia de vitória!
.
.
Experimente você também reunir seus amigos e convidar o Senhor para ir a tua casa, não tenha receio, viva essa experiência de ver o Senhor chegar no seu lar, abençoar você, seus amigos e parentes e ainda por em ordem tudo que você não está conseguindo organizar na vida de sua família.
Não esqueça, convide um homem ou uma mulher de Deus para trazer uma palavra, se você conhece alguém que louva, convide-o também para ministrar louvores dentro de seu lar e no final agradeça a todos que aceitaram seu convite e ao despedir de cada um libere uma palavra de vitória, diga: vá e leve a sua benção meu amigo, depois é só esperar para ver os testemunhos daquilo que o Senhor fez.

http://femininablog.blogspot.com/2008_08_07_archive.html

Mulheres que vivem a vontade de Deus!

Mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

Bíblia Sagrada - Romanos 12.2

A vontade de Deus alcança três níveis, eles influenciam em tudo na sua vida, na maneira como Deus se relaciona com você, além de determinar a sua maturidade espiritual e consequentemente a posse das bençãos que Deus tem para você.

Descubra agora em qual nível sua vida está firmada:



MULHERES QUE VIVEM A VONTADE BOA DE DEUS




Temos o costume de dizer quando algo ruim ou fora de nossas expectativas acontece que foi a vontade de Deus, não é mesmo? Este chavão serve como um consolo para nós, na verdade com essas palavras nos livramos de toda a responsabilidade do acontecido e lançamos sobre Deus.

A mulher que aceita Jesus Cristo como seu único salvador começa a viver a vontade boa de Deus, essa vontade muitas vezes é mais permissiva, Deus tem outros planos para você, mas o fato de você ainda está começando e não tem muito conhecimento, o Senhor acaba permitindo que algumas coisas aconteçam para que você aprenda que somos livres para escolher mas prisioneiras das consequências.


DEUS PERMITE QUE VOCÊ DESCUBRA
AS CONSEQUENCIAS DE SUAS ESCOLHAS





Por exemplo, no domingo o Senhor está te esperando lá na casa Dele, Jesus separa vitórias e palavras de ânimo para entregar a você quando chegar lá.


Contudo você se arruma para ir à igreja, mas uma amiga liga te chamando passear no shopping e você acaba indo com ela, chegando lá você compra algo por impulso com o dinheiro que estava separado na sua bolsa para pagar aquela conta.

Na segunda feira você está deprimida porque não foi na casa do Senhor, comeu demais no shopping e gastou o dinheiro que não devia, então você pensa: mas foi tudo da vontade do Senhor.

Bom, a vontade do Senhor era que você estivesse na igreja, mas Ele permitiu que você fizesse suas escolhas.

Viver na vontade boa do Senhor é comum para a mulher que está começando a caminhar com Jesus, contudo existem mulheres que nunca sai desse nível e alcançam uma baixa produtividade em relação a sua vida.

Uma das características da mulher que vive no nível da vontade boa do Senhor é o egoísmo, ela só pensa nela mesma e como obter bênçãos de Deus das maneiras mais fáceis possíveis, na verdade em se tratando a Reino, Deus nunca conta com elas para nada.


MULHERES QUE VIVEM A VONTADE AGRADÁVEL DE DEUS



Outras mulheres com o tempo querem mais, descobrem que Jesus pode mover montanhas em suas vidas então elas começam a buscar conhecimento, estudam a palavra, buscam obedecê-la com seriedade e estão sempre pedindo crescimento para Deus.

Assim elas vão entrando no nível da vontade agradável de Deus, começam agradá-lo mais e mais e isso tem um resultado, Deus quando se agrada de uma pessoa move na vida dela, a medida que o compromisso dessa mulher cresce com Deus o compromisso de Deus também cresce com ela e assim as coisas começam a fluir.


Uma das características das mulheres que vivem nesse nível é que elas aprendem a dizer não para si mesma, além de ouvir a voz de Deus com mais frequência, são produtivas tanto em suas vidas pessoais como no Reino de Deus sobre a terra.



MULHERES QUE VIVEM NA VONTADE PERFEITA DE DEUS





Um número bem menor de mulheres consegue chegar à vontade perfeita de Deus, essas são mulheres que sabem sacrificar.

Sacrifício significa renúncia, todas elas acabam renunciando valores em suas vidas para serem mais consagradas ao Senhor, essas mulheres na verdade sempre estão dando prioridades para as coisas de Deus.

Uma das características fundamental da mulher que vive na vontade perfeita de Deus é que ela está disposta a ser treinada, não tem medo da forma como Deus vai trabalhar na vida dela porque queima no seu coração o desejo de se destacar e serem mulheres de sucesso.



QUANTO MAIS VOCÊ SOBE DE NÍVEL
MAIS DEUS OPERA NA SUA VIDA


Agora você entende porque muitas coisas estão acontecendo em sua vida? Também dá pra percebe que coisas que você deseja que aconteça só serão possíveis quando você subir de nível?


Existem promessas em nossas vidas que só serão cumpridas por Deus quando alcançarmos o nível de sua vontade perfeita.

Qual é o nível de vontade de Deus que você está vivendo agora? Nesse processo de renovação da mente é fundamental subir de nível e ter como meta chegar à vontade perfeita de Deus.

Esta matéria sensacional está no blog feminina que eu amoo muito. Visite e seja abençoada...

http://femininablog.blogspot.com/

O que é uma pessoa de Deus?




O que é um homem/mulher de Deus? Como podemos conhecê-los? Quais são as suas marcas?

Em primeiro lugar, a pessoa de Deus não é conhecida por realizar milagres extraordinários. Jesus advertiu claramente que muitos naquele dirão: “Senhor, não temos profetizado em teu nome, no teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres”? Então, Jesus dirá: Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade (Mt 7.22,23). O que dizer de João, o Batista que não fez nenhum milagre, mas tudo o que ele disse era verdade (Jo 10.41). Será que tudo que falamos é a verdade?
Em segundo lugar, o homem de Deus não é conhecido pela sua erudição. Muitos pensam que, por terem uma excelente oratória capaz de arrebanhar as multidões, isso faz dela uma pessoa de Deus. Lembre-se que o Anticristo será um orador inigualável.
Em terceiro lugar, uma pessoa de Deus não é conhecida pela sua riqueza, fama e prestígio. Não, não. Paremos com esta falácia! O homem de Deus não é conhecido pelo seu carro importado, por seu anel de ouro, por sua magnífica casa. É tempo de discernimento. Pergunto aos nobres leitores: O que Jesus deixou ao partir deste mundo? O que Paulo deixou quando decapitado por Nero? Deixaram casas, riquezas, bens? Oh não, senhores, pelo contrário, morreram pobres! Todavia até hoje falamos em seus nomes. Jesus, é e sempre será o Rei dos Reis, nosso Senhor e Salvador. Paulo nos legou 13 cartas que hoje são lidas, estudadas em todos os cantos do mundo.
O apóstolo Paulo, em sua primeira carta a Timóteo 6.11-16 nos mostra quatro marcas de um homem de Deus. O homem de Deus é conhecido por aquilo de que ele foge, segue, combate e guarda. Vamos dissecar estes quatro verbos.

1) O homem de Deus é conhecido por aquilo de que ele foge (I Tm 6.11)

Paulo diz: “Mas tu, ó homem de Deus, foge dessas coisas….”. De que coisas um homem de Deus deve fugir? Deve fugir da fama, das calúnias, das contendas e brigas que não levam a nada, da aparência do mal, das suspeitas maliciosas e, sobretudo, da ganância, ou seja, do amor ao dinheiro, que é a raiz de todos os males (I Tm 6.3-10). Quantos homens de Deus que profissionalizaram seu ministério? Começaram bem e, infelizmente estão terminado mal. Um homem de Deus não é apegado às coisas materiais. Ele não ama o dinheiro, mas o Senhor. Ele busca uma vida santa e sabe que a piedade, com contentamento, é grande fonte de lucro. Muitos homens e mulheres são escravos de Mamon. Prostram-se diante desse ídolo e naufragam no ministério. Alguém já disse: “Aquele que serve a Deus por dinheiro, servirá ao Diabo por salário melhor”.

2) O homem de Deus é conhecido por aquilo que ele segue (I Tm 6.11)

O apóstolo continua: “…. segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância e a mansidão”. Um homem de Deus foge do pecado e segue a virtude. Sabe qual foi a pressa de José? Não foi ver seus sonhos realizados. Não. Foi fugir da mulher de Potifar! Ele foge da injustiça, mas busca o que é justo mais que o ouro e a prata. Ele foge da vida promíscua e impura e segue a piedade. Seu prazer não está no dinheiro, mas em Deus. Ele foge da incredulidade e segue a fé. Deleita-se na Palavra. Ele foge do estilo de vida inconstante daqueles que correm atrás do vento e segue a constância. Foge do destempero emocional e segue a mansidão.

3) O homem de Deus é conhecido por aquilo que ele combate (I Tm 6.12)

O apóstolo ainda escreve: “combate o bom combate da fé. Toma posse da vida eterna”. O que estamos combatendo? Alguns ministros estão se digladiando e tentando derrubar o próximo. Vejam estas reuniões de obreiros. É um querendo “puxar o tapete” do outro. A quem estamos combatendo? Será que nunca lemos, que a nossa guerra não é contra carne e sangue? (Ef 6.12). Por que
tanta disputa por cargos e mais cargos que não levam a nada? Onde está a urgência da evangelização? Por que não combatemos as mais diversas heresias que percorrem em nossas igrejas?

O ministério não é uma colônia de férias, é um campo de batalhas. Neste combate não há soldado na reserva. Todos devem combater! Timóteo deveria entender que o ministério cristão é uma luta sem trégua e sem pausa contra o erro e em prol da verdade. Ele deveria, como soldado de Cristo, engajar-se no combate certo, com a motivação certa. Há muitos obreiros que entram na luta errada, com as armas erradas e com a motivação errada. Timóteo não deveria brigar por causa de dinheiro, mas combater em defesa da fé verdadeira. Essa deve ser a nossa luta. O avanço do reino de Deus.

4) O homem de Deus é conhecido por aquilo que ele guarda (I Tm 6.14)

Finalmente, Paulo diz: “sem mácula e irrepreensível, guarda este mandamento até a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”. Muitos obreiros haviam se desviado no caminho, como Demas. Outros haviam se intoxicado pelo orgulho, como Diótrefes. Outros haviam sido seduzidos pelos falsos mestres. Outros se corromperam com a ganância pelo dinheiro. Todavia, o homem de Deus deve guardar o mandamento, a Palavra de Deus, vivendo de maneira irrepreensível até a volta do Senhor Jesus.

Um homem de Deus não negocia a verdade nem transige com seus absolutos. Um homem de Deus não se rende a tentação do lucro em nome da fé nem abastece seu coração com as ilusões de doutrinas estranhas às Escrituras. Um homem de Deus ama a Palavra, guarda a Palavra, vive a Palavra e prega a Palavra. Que o Deus Eterno levante homens de Deus com essas características; dispostos a fugir do pecado, a seguir a justiça, a combater o bom combate e a guardar a Palavra, vivendo uma vida exemplar e digna de ser imitada. Deus nos conceda essa graça. Amém!

Mensagem pregada pelo Pr. Bruno Paiva na Igreja do Evangelho Quadrangular do Parque Santa Tereza, em Jandira/SP. Baseada na mensagem disponível AQUI

Entulhos no coração


Entulhos no coração


(este texto eu li e gostei, é do Bloguinho Cristão, visitem e sejam abençoadas!)


Existem pessoas que têm rios de dinheiro, mas isso não lhes garante a felicidade. Outras são conhecidas e reconhecidas por onde passam, mas têm que fingir uma alegria enquanto estão presos com amarguras. Gente que guarda dentro de si um rosário de mágoas e ressentimentos de muitos anos atrás. Dentro de nós, temos a capacidade de armazenar várias coisas. O nosso cérebro contém uma memória poderosa, é melhor do que qualquer supercomputador que exista no mundo. Mas há pessoas que preferem encher sua mente, suas lembranças, seus sentimentos com coisas ruins: são os entulhos do coração. Isaque, filho de Abraão, quando foi morar em Gerar, foi ficando cada vez mais rico. Então, os filisteus começaram a ter inveja dele. Assim, quando cavava um poço e achava água, uma preciosidade no deserto, os filisteus vinham tomá-lo, alegando que era deles. Mesmo prejudicado, Isaque mandava que os seus servos cavasem outro poço. Aquilo foi se tornando rotina. Ele cavava, achava água, os filisteus criavam caso, e ele cedia. É verdade que antes de ceder, Isaque discutia e mostrava toda a sua indignação. Afinal, ele tinha “direitos autorais” sobre aqueles poços, que pertenceram a seu pai. E Isaque tinha uma comitiva grande de servos, era criador de gado e também homem do campo, portanto necessitava de água. Apesar de ceder, cavar outro poço nem sempre era fácil para Isaque. Aos poucos ele foi ficando de mau humor, sentindo-se rejeitado, humilhado e odiado. Ele fica atordoado, intranquilo, achando que todo o mundo estava conspirando contra ele, até mesmo Deus. Aquelas injustiças foram desenvolvendo nele uma mágoa crescente, uma borra de amargura e um desejo de vingança. Assim, Isaque começou a entulhar lixo no seu coração. Seus sentimentos estavam tão entulhados, quanto os seus poços. Juntamos lixo na alma quando não perdoamos. Com mágoas e ressentimentos, danificamos toda a estrutura de nosso ser. Por isso, Jesus disse que nós devemos perdoar. Não é opcional para o crente. É um mandamento de Cristo para nós (Lucas 6:35 a 37). Muitos crentes estão sofrendo porque ainda não aprenderam a perdoar. E Jesus disse que, com a mesma medida que perdoarmos, nós seremos perdoados (Mateus 7:2, Marcos 11:26). Muitos crentes estão sofrendo porque ainda não aprenderam a perdoar. A questão não é só perdoar, é abrir mão. Não contender, dar a outra face, seguir as palavras de Jesus. “Ah, mas eu não consigo esquecer!”, dirá você. Mas perdoar é perdoar, esquecer é esquecer. E quem disse que você tem que esquecer? Afinal, Deus nos fez com um supercomputador, com memória mais potente do que qualquer PC que tenhamos hoje. Como esquecer algo ou alguém que nos prejudicou? Como esquecer um estupro? Como esquecer alguém que bateu no seu carro e disse: “Não posso pagar!”? Perdoar também não é gostar do que lhe fizeram. Perdoar é liberar o coração. Eu não fico mais amarrado àquela pessoa ou àquele caso. Não permita que a dor do seu coração fique clamando por vingança! Quer saber se realmente perdoou? O teste é: Ao se lembrar do caso, dói? Se doer, é que a ferida continua aberta e ainda há enfermidade. Se doer, é que o perdão ainda não veio. E se ainda dói, busque a cura que está à sua disposição. Só o perdão cicatriza a ferida. Quando perdoamos, deixamos Deus fazer uma limpeza, tirando o entulho da nossa alma. É aí que começamos a ser curados. Por fim, a Bíblia diz que Isaque decidiu dar um banquete a Abimeleque, rei dos filisteus. Então se reconciliaram e fizeram um pacto de paz. Sabe o que aconteceu logo depois? Os servos de Isaque chegaram com uma boa notícia para ele: “Achamos água!”. Deus tirou o entulho do coração de Isaque e o abençoou assim que ele perdoou os filisteus. Enriqueceu-o justamente com a dádiva que ele mais queria. Talvez Deus ainda não tenha feito mais coisas por você por causa dos lixos que ainda teimam em ficar na sua alma. A falta de perdão é um grande entulho em sua vida? Então, desentulhe-se já!

Você vai descer do Ônibus?



Em que situação nos colocamos?


Para refletir:


Texto sobre o episódio recente envolvendo os jogadores de futebol do Santos numa visita ao Lar Espírita Mensageiros da Luz, que cuida de crianças com deficiência cerebral, para entregar ovos de Páscoa. Uma parte dos atletas, entre eles, Robinho, Neymar, Ganso e Fabio Costa, se recusaram a entrar na entidade e preferiram ficar dentro do ônibus do clube, sob a alegação que são evangélicos. *Criticado, como os demais do grupo resistente, Robinho exigiu: "é preciso que respeitem a religião da gente".*

*Ed René Kivitz* é teólogo, escritor e pastor. Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo, faz as seguintes ponderações:



Os meninos da Vila pisaram na bola. Mas prefiro sair em sua defesa. Eles não erraram sozinhos. Fizeram a cabeça deles. O mundo religioso é mestre em fazer a cabeça dos outros. Por isso cada vez mais me convenço que o Cristianismo implica a superação da religião, e cada vez mais me dedico a pensar nas categorias da espiritualidade, em detrimento das categorias da religião.


A religião está baseada nos ritos, dogmas e credos, tabus e códigos morais de cada tradição de fé. A espiritualidade está fundamentada nos conteúdos universais Bíblia e de cada uma das tradições de fé.



Quando você começa a discutir quem vai para céu e quem vai para o inferno, ou se Deus é a favor ou contra à prática do homossexualismo,ou mesmo se você tem que subir uma escada de joelhos ou dar o dízimo na igreja para alcançar o favor de Deus, você está discutindo religião.

Quando você começa a discutir se o correto é a reencarnação ou a ressurreição, a teoria de Darwin ou a narrativa do Gênesis, e se o livro certo é a Bíblia ou o Corão, você está discutindo religião.


Quando você fica perguntando se a instituição social é espírita kardecista, evangélica, ou católica, você está discutindo religião.


O problema é que toda vez que você discute religião você afasta as pessoas umas das outras, promove o sectarismo e a intolerância.


A religião coloca de um lado os adoradores de Allá, de outro os adoradores de Yahweh, e de outro os adoradores de Jesus. Isso sem falar nos adoradores de Shiva, de Krishna e devotos do Buda, e por aí vai.


E cada grupo de adoradores deseja a extinção dos outros, ou pela conversão à sua religião, o que faz com que os outros deixem de existir enquanto outros e se tornem iguais a nós, ou pelo extermínio através do assassinato em nome de Deus , ou melhor, em nome de um deus, com d minúsculo, isto é, um ídolo que pretende se passar por Deus.


Mas quando você concentra sua atenção e ação, sua práxis, em valores como reconciliação, perdão, misericórdia, compaixão, solidariedade, amor e caridade, você está no horizonte da espiritualidade, comum a todas as tradições religiosas. E quando você está com o coração cheio de espiritualidade, e não de religião, você promove a justiça e a paz.


Os valores espirituais agregam pessoas, aproxima os diferentes, fazem com que os discordantes no mundo das crenças se dêem as mãos no mundo da busca de superação do sofrimento humano, que a todos nós humilha e iguala, independentemente de raça, gênero, e inclusive religião.


Em síntese, quando você vive no mundo da religião, você fica no ônibus.


Quando você vive no mundo da espiritualidade que a sua religião ensina ou pelo menos deveria ensinar - você desce do ônibus e dá um ovo de páscoa para uma criança que sofre as limitações de uma paralisia mental.

As Dificuldades Nos Ajudam a Crescer!!



A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo."

II Coríntios 12:9

Enquanto você navega pela vida não evite tempestades e águas bravias.

Apenas deixe-as passar. Apenas navegue com fé e determinação.

Sempre se lembre: "Mares calmos não fazem bons marinheiros."

Obstáculos foram feitos para serem vencidos.


O mundo sempre abrirá todas as portas para aqueles que não desistem nunca e para aqueles que têm uma visão aliada a determinação.

Não esqueça que "O poder de Deus se aperfeiçoa em nossa fraqueza".

Quando parecemos fracos então somos fortes através dAquele que nos amou. ELE, SOMENTE ELE, NOS DÁ FORÇAS DA VITÓRIA.

Finalmente, não se esqueça nunca que os melhores marinheiros são aqueles que já passaram pelos mares bravios e tempestades aterrorizantes.

Pastor Nathaniel Brandão

O que fazer para ajudar uma vítima de bullying?



Qualquer indivíduo que tenha sofrido qualquer tipo de ameaça verbal, física ou psicológica precisa de ajuda e necessita ser protegido.

Bullying provoca traumas e danos a crianças e adolescentes

Os adultos devem informar à criança ou ao adolescente que o que ela sofreu será cuidado pela família, pela escola, pela comunidade ou pelas autoridades da lei.

Muito importante também é deixar claro para a vítima, seja qual for a sua idade, que ela não é culpada pelas perseguições que está sofrendo, reafirmando que ela tem valores e qualidades que devem ser muito respeitados.

Os pais devem sempre se mostrar disponíveis a escutar o filho, permitindo que expresse seus sentimentos diante da ameaça ou da agressão que vivenciou.

Devem também evitar criticar a criança ou adolescente quando, sozinhos, não conseguirem enfrentar a situação.

Pais jamais devem ignorar ou minimizar o problema de seus filhos, muito menos estimular agressão ou revide.

Medidas de combate aos casos mais graves

  • Reforçar que as vítimas devem procurar ajuda de um adulto da família na ocorrência de situações difíceis
  • A vítima, com apoio dos pais, deve relatar o ocorrido para um responsável na escola
  • Juntar provas materiais, salvando e imprimindo as páginas com as ofensas
  • Pedir ao provedor para tirar a página com as agressões do ar
  • Procurar uma delegacia e fazer o boletim de ocorrência
  • Procurar ajuda de um especialista quando os recursos de apoio emocional da família se esgotarem.

Sugestões para escolas e comunidades com casos de bullying

Para minimizar ou acabar com as agressões, escolas, comunidades e especialistas podem promover programas antibullying envolvendo alunos, famílias, professores e coordenadores.

O resultado de um trabalho preventivo, compartilhado por todos pode oferecer melhoria na qualidade dos relacionamentos e no uso responsável da internet.

Podem ser realizadas ações como:

  • Capacitar professores e funcionários, na identificação e encaminhamentos adequados das vítimas
  • Conscientizar os potenciais agressores de que existem consequências para os crimes contra a honra, de calúnia ou injúria e de que os pais podem ser responsabilizados pelos atos dos filhos
  • Promover, na escola, critérios de não tolerância às condutas de bullying e ciberbullying

Fonte: Soraya Azzy, psicóloga do Hospital Israelita Albert Einstein

A Bíblia e o Adolescente



A Bíblia e o Adolescente

O termo adolescência não aparece nas escrituras mesmo porque não fazia parte do vocabulário da época. Ate então não era feita uma distinção deste período. A infância e/ou juventude abrangiam esse tempo. O livro de Eclesiastes fala dos jovens, que são vistos como fortes, capazes de vencer o mal... Enquanto se é criança, sabemos que a pessoa aceita os padrões e os valores dos pais sem oposição. Por isso, Pv 22:6 fala: "Ensina a criança no caminho em que deve andar e até quando for velho não se desviará dele". A criança é um ser dependente, ensinável. Realmente os conceitos aprendidos na infância são guardados e responsáveis pela estruturação do ser humano. Várias são as exortações bíblicas aos pais quanto ao ensino dos filhos. A correção nos momentos de erro é importante e os filhos também recebem exortação quanto ao honrar e obedecer aos pais.

O livro de Provérbios dá inúmeros os conselhos ao "jovem", à "criança", aos "filhos". Em Salmos 127:3, 4 lemos: "Herança do Senhor são os filhos, o fruto do ventre, o seu galardão. Como flechas na mão do guerreiro, assim os filhos da mocidade. Bem aventurado o homem que enche deles a sua aljava". Isso mostra os filhos como dádiva de Deus, capazes de encher de felicidade a vida dos pais. No entanto, eles são como flechas e isso significa que seguirão o curso de vida determinado por seus pais. Na adolescência, os filhos buscam a independência, precisam afirmar-se. Começam a seguir o curso de sua própria vida com base no "lançamento" de seus pais, ou seja, e a partir do conhecimento adquirido na família e das relações estabelecidas aleque ele irá enxergar e enfrentar o mundo.

Vejamos mais alguns versos antes de outras considerações: Eclesiastes 11:9 "Alegre-te, jovem, na tua juventude, e recreense o teu coração nos dias da tua mocidade. Anda pelos caminhos que satisfazem o teu coração e agradam aos teus olhos; sabe, porém, que de todas essas coisas Deus te pedirá conta. Afasta, pois o teu coração desgosto e remove da tua carne a dor, porque a juventude e a primavera da vida são vaidade"

Eclesiastes 12:1 "Lembra-te do teu criador nos dias da tua mocidade, antes que venha os maus dias e chegue os anos dos quais dirás: não tenho neles prazer"

Diversas vezes encontramos exortações quanto à obediência aos pais:
Provérbios 6:20 "Filho meu, guarda os mandamentos do teu Pai e não deixes a doutrina da tua mãe. Quando caminhares isto te guiaras; quando te deitares, te guardara; quando acordares, falará contigo. Porque o mandamento é lâmpada e a instrução é luz, e as repreensões da disciplina são o caminho para a vida"

Por ultimo relembro que o único episodio narrado de Jesus quando criança dói ao doze anos, isto é, na adolescência. A bíblia nos relata em Lucas 2:42 que, durante uma festa em Jerusalém, Jesus foi ter com os escribas e mestres da lei e, ensinava no meio deles. Seus pais iniciaram a viagem de volta para Nazaré e só então deram falta dele. Voltaram e o acharam no templo e todos se encantavam com seus ensinos sobre as escrituras. Também achamos a descrição de que ele: "crescia em sabedoria e graça diante de Deus e dos homens".

Podemos assim verificar que grande é o potencial intelectual no período da adolescência. Realmente é a fase de maior desenvolvimento, considerando-se os sujeitos normais. Neste episodio da vida de Jesus, observamos algo comum na fase da adolescência: o "esquecimento" dos pais. Na minha pratica com essa faixa etária, noto que os jovens reivindicam o tempo todo um cuidado da família, ainda que através da negação, oposição, rebeldia. É como se eles falassem "vai embora, eu não te quero..." só para se certificarem do amor e compromisso dos pais para consigo. O que na verdade pedem é: fique comigo mesmo se estiver errado; me oriente, seja meu amigo não só pelo o que faço, mas, pelo o que sou, por favor, diga que me ama! Nesse momento eles agridem os pais, mas querem ter a certeza do amor dos mesmos. Concluo afirmando que essa é uma fase de maior necessidade da proximidade e do carinho, compreensão dos pais.

É pena que a maioria dos pais pensem o contrario. Eles enxergam o adolescente crescendo e procuram afastar-se. Fazem isso em nome da "liberdade" do filho (que o mesmo exige), ou porque não se sentem adequados para acompanhar os filhos (aqui entra a idade, os complexos individuais de cada pai), ou porque querem um pouco mais de liberdade para o próprio casal, uma vez que já cuidou daquele filho por anos e agora ele pode "se virar" (neste caso, os pais podem encher o filho de responsabilidades, deixando-o mais tempo fora do lar). Essa inversão de pensamento torna-se muito prejudicial, pois, o adolescente contesta o amor dos pais (no fundo para assegurar-se dele) e, os pais, não conscientes disso, acabam por não dar ao filho essa certeza, confirmando que eles são amados apenas pelo o que fazem, mas não pelo o que são. Isso leva o adolescente a se rebelar mais, se afastando do convívio familiar, partindo para delinqüência. No entanto, sabemos que não podemos pensar de forma unilateral, enxergando a "culpa" do afastamento dos filhos como um único resultado do comportamento dos pais. A bíblia exorta os filhos a serem obedientes. Isso mostra que são responsáveis por escolher qual atitude vão tomar. Por isso são tão acostumados a ouvir o que os pais dizem e aguardar os mandamentos dos mesmos e, os de Deus, que são universais.

Em Provérbios 6:20, vimos que os mandamentos devem estar atados ao coração, ou seja, o jovem deve estar afetivamente ligado a eles. O guardar os mandamentos é essencial, pois, como vimos, ele precisa ter limites, saber o certo e o errado, para poder contesta-los e afirmar-se, estruturar-se a partir de então. Devem estar pendurados no pescoço, que é à parte que liga a cabeça, cérebro, aos membros. Em outras palavras, os mandamentos aprendidos serão responsáveis pela mediação entre os pensamentos, questionamentos, vontades e ação do sujeito. Conseqüentemente, e, todos os locais, em qualquer atitude, essas instruções estarão direcionando a forma de agir do adolescente. "Porque o mandamento é Lâmpada e a instrução é Luz...", ou seja, as instruções dadas impedem que o nosso futuro adulto ande as escuras dependendo de ouvir os ditos do grupo ou de outros para ser. Finalizando, surge a importância da repreensão, como algo que mostra o caminho para a vida. Um outro erro dos pais refere-se ao achar que a correção afasta os filhos. No entanto vemos que eles precisam da mesma para conseguir caminhar sozinhos, "ter chão" e poder fazer novas considerações. O tempo todo vimos que o adolescente apenas testam limites, apenas explora o local que ele se encontra para, dessa vez conhecida, desvendada o poder de caminhar sozinho a jornada da vida.


Minha Fonte: Igreja Batista da Lagoinha